terça-feira, 2 de agosto de 2016

Espiritualista garantiu que serei presidente, afirma Maluf


FOLHA DE S. PAULO, Terça-feira, 1º de janeiro de 1985, pág. 5

O candidato indireto do PDS à Presidência da República, deputado Paulo Maluf, 53 anos, admitiu ontem, implicitamente, sua derrota no Colégio Eleitoral[1], ao revelar a consulta que fez ao médico espiritualista baiano Newton Pinto, há um ano, indicando, pela leitura do seu polegar direito, que “se não for presidente agora, será na próxima vez”. Maluf disse que o médico “encontrou no polegar de minha mão direita a cruz de São Sebastião, só encontrada em uma pessoa entre 100 milhões[2], e que é a cruz da Presidência”. 

Queixando-se das emissoras de televisão que teriam excluído das retrospectivas de 1984 prognósticos de ocultistas favoráveis à sua candidatura no Colégio, Maluf admitiu sua derrota em vários outros momentos de sua entrevista, concedida às 11 horas, no escritório da avenida Europa. Disse, por exemplo, que continuará dando 18 horas do seu tempo “à política” e que “qualquer que seja o cargo que venha a ocupar”, continuará “ensinando algo ao povo, sem querer ser messiânico”. 

Maluf disse também esperar, no Colégio, o voto de Nelson Marchezan[3] (“não acredito que ficará contra as bases partidárias”) e que, embora seu bloco possa ter candidato à presidência da Câmara, apóia a candidatura do deputado Alencar Furtado (PMDB-PR), “uma vez que a classe política tem uma dívida a ser resgatada com ele e o primeiro voto que deve receber deve ser o de Ulysses Guimarães, o que seria um mínimo gesto de solidariedade”. 

Outro tema do candidato do PDS foi o suposto desaparecimento da ficha médica de Tancredo Neves dos computadores do serviço de saúde do Congresso. Maluf afirmou que “tem todos os dados a respeito”, mas que “isto é algo que não lhe compete revelar”. Desejou “mais 30 anos de vida para Tancredo”, mas observou que sabe tudo “sobre o caso da ficha”. 



FONTE: Acervo Folha


NOTAS________________________________________________


[1] Em 15/01/1985, Tancredo Neves (PMDB) ganhou a eleição indireta para Presidente da República. Tancredo só conseguiu a maioria com o apoio da Frente Liberal (que viria a ser o PFL), dissidência do PDS de Paulo Maluf. Tancredo obteve 480 votos e Maluf, 180 votos.
[2] O Censo Demográfico de 1980 totalizou 119 002 706 habitantes. Informação apenas por curiosidade.

























FIM

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...