quarta-feira, 6 de abril de 2016

Poema: Malabarismos (Flávia Alves)



Malabarismos
 
 
Na doce ilusão em que vivo meus dias, 
Sonho em percorrer essas doces vias
Repletas de sonhos e fantasias
Que você me  induzia a acreditar. 
Mas é preciso reconhecer a verdade,
Que o obstáculo do nosso amor não é idade
É sim, ter a mesma pequena fragilidade 
De uma bolha de sabão pairando sobre o ar. 

Restam na memória os malabarismos fonéticos, 
Feitos nos mais tolos ensaios poéticos
Que nos ajudavam a amar 

Hoje são só lembranças que nos trazem dor 
Todos aqueles sonhos de amor
Que não posso mais acreditar.   




Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...