segunda-feira, 6 de junho de 2016

Roda Viva | Benny Morris | 23/06/2014



Benny Morris (1948) é um historiador israelense. É professor de História no Departamento de Estudos do Oriente Médio da Universidade Ben-Gurion do Negev, na cidade deBeersheba, Israel. Ele é um dos principais membros do grupo de historiadores israelenses conhecido como Novos Historiadores.

O trabalho de Morris ganhou elogios e críticas de ambos os lados do espectro político no conflito israelo-palestino. Ele é acusado de ser pró-palestiniano por parte de alguns e pró-israelense pelos outros. No que se refere a si mesmo como um sionista, escreve ele, "eu embarquei a pesquisa não por compromisso ideológico ou interesse político. Eu simplesmente queria saber o que aconteceu".

Ele afirma que a Solução de Um Estado não é viável devido ao antissemitismo e à profunda divisão cultural entre árabes-palestinos e judeus e defende a instituição de uma Confederação palestino-jordaniana. (Fonte: Wikipedia)




Benny Morris, professor de História da Universidade de Ben Gurion, em Israel. Um dos mais respeitados historiadores israelenses, Morris localizou as origens do conflito entre judeus e palestinos e analisou o quadro político atual. Ele vê com ceticismo as chances de um acordo que pacifique a região a curto prazo, por acreditar que a única solução ─ a criação de dois Estados distintos ─ esbarra nas profundas diferenças culturais e em ressentimentos seculares.

A bancada de entrevistadores foi formada por Mohamed Habib (Unicamp e Instituto de Cultura Árabe), Arlene Clemesha (Jornal da Cultura), Marcos Guterman (O Estado de S. Paulo), Moisés Rabinovici (Diário do Comércio) e Patrícia Campos Mello (Folha de S. Paulo).

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...