quarta-feira, 14 de agosto de 2013

E o vencedor é


Si vis pacem, para bellum[1].
(Publius Flavius Vegetius Renatus)

Não. Não é coisa moderna a busca pelo sucesso, a luta pelo êxito. As pessoas, em todos os tempos, em todos os lugares, sempre buscaram a felicidade, buscaram aquilo que, para si, é o bom, o belo, o agradável, o aceitável, o prazeroso...
            Para tanto, lutam, militam, acordam cedo, alguns tentam encontrar atalhos (e acabam por, alguns poucos, alcançarem o que querem) mas falta-lhes o senso de realização própria, por seus próprios esforços, condimento necessário a uma vida de paz, realizada, de sono tranquilo -  falta-lhes o sabor da vitória.
            Muitos não alcançam o êxito, e o uso do verbo CHEGAR é proposital, pois há um caminho e há uma caminhada a fazer, o homem está sempre em movimento. Mas esses têm ESPERANÇA, a qual lhes pede PACIÊNCIA, PERSEVERANÇA, CONFIANÇA e FÉ.
            À vitória, senhoras e senhores, não desanimem. Não temam a luta, pois alcançarão mais que hoje, com a ajuda de Deus, porque rei, quer tenha um reino quer não, é rei, pois pensa como um.
           
Vencer não é a coisa mais importante; vencer é a única coisa que importa.
(Vincent Lombardi, técnico do Green Boy Packers)
Ao que vencer, dar-lhe-ei a comer da árvore da vida, que está no meio do paraíso de Deus. 


Vocês venceram esta batalha; enquanto a guerra, vamos ver.
(Legião Urbana in “O Reaggae”)

           



[1] Quem deseja a paz, que se prepare para a guerra.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...